Mensagens

Como escolher a clínica onde fazer depilação a laser

Não é segredo que há cada vez mais mulheres a fazer a depilação a laser. Deixar de correr para o chuveiro para fazer a depilação com gilette em caso de emergência (quem nunca?), estar sempre pronta a praia e, enfim, nunca mais ter de passar por uma depilação dolorosa são propostas demasiado tentadoras. Por isso, já quase todas as mulheres pensaram em fazer depilação definitiva. Mas a quantidade de clínicas e institutos de beleza que estão a abrir, como escolher o sítio ideal para fazer a depilação a laser?

Marque uma primeira sessão
Quase todas as clínicas oferecem uma primeira sessão de avaliação - se uma clínica em particular não o fizer, recuse. A primeira marcação é importante para explicar se tem algum problema de saúde, fazer uma avaliação do seu tipo de pêlo e pele e ficar a conhecer os potenciais efeitos secundários. Em algumas clínicas mais conceituadas, esta primeira sessão será marcada com um médico, o que oferece sempre mais garantias.

A higiene do local
Esta primeira ses…

O mindfulness e os seus benefícios (científicos)

O mindfulness é um tipo de meditação (o que é meditação?) cujo objetivo é recalibrar a nossa atenção. Quantas vezes já conduziu o seu carro e ao chegar ao destino apercebeu-se de que não se lembra de nada da sua viagem? Este fenómeno acontece quando a nossa mente funciona em modo automático, que é o mesmo que dizer viver como se não estivessemos presentes.


Não estar consciente do que nos rodeia significa nunca parar para observar as coisas belas da vida ou parar para ouvir o que o nosso corpo nos diz. Também significa agir de forma mecânica dia após dia. E enquanto permanecemos neste estado mecânico, esquecemo-nos de parar para viver.


O mindfulness entra neste cenário para nos dizer que temos de focar a nossa atenção e viver no momento. Se a palavra mindfulness fosse traduzida seria qualquer coisa como “consciência” e é exactamente isso que este tipo de meditação procura treinar: tomarmos as rédeas da nossa atenção e consciência. Jon Kabat Zinn, médico e professor de meditação, diz q…

Como fazer exercício em qualquer lado

Durante as férias de Natal e de Ano Novo, muitos de nós viajam e ficam em casa de familiares. Isto significa que, por alguns dias, dizemos adeus ao ginásio, aos nossos yoga mats, à dieta… ou talvez não. Para manter a nossa rotina de exercício só depende de nós e da nossa vontade. Há muitos exercícios que podemos fazer mesmo longe de casa e do ginásio, por isso aqui ficam algumas ideias!


Abdominais
Os abdominais são um dos muitos exercícios de peso corporal (isto é, exercícios em que o desafio está precisamente em levantar o nosso próprio corpo). Neste caso, o objectivo é trabalhar os músculos abdomen e aumentar a força abdominal, ideal para quem quer ter uma barriga bem definida. Podem fazer os abdominais em qualquer lado (até no chão!) e a minha recomendação é fazer ciclos de 5, parar 10 segundos e retomar.



Agachamento isométrico
Este é um tipo de agachamento que podem fazer encostados à parede. O objectivo é descer a parede flectindo os joelhos sem que estes deixem de estar alinhad…

O lugar onde vivemos influencia a nossa disposição?

Imagem
Há quem ache que o lugar onde vivemos influencia a nossa “vibe”, a nossa aura, a nossa disposição. Todos conhecemos a teoria de que quem vive perto do sol e da praia é mais relaxado, enquanto os países nórdicos, sem Sol, são sinónimo de todo o contrário - dias curtos, temperaturas frias, depressão. Será que o sítio onde vivemos influencia mesmo a nossa disposição? O que é melhor, prosperidade económica ou boa comida?



Não há uma resposta exacta. O mundo não é tão 8 ou 80; tão branco ou preto. Há pessoas deprimidas a viver no Hawaii e há pessoas muito felizes a viver na Finlândia. Mas claro que o ambiente influencia a forma como vivemos e isso, por sua vez, pode influenciar a nossa atitude e disposição. Alguém consegue imaginar um surfista stressado? Eu nunca conheci.

Depois, há outro factor que não podemos ignorar: o Sol. Mas horas de Sol significa mais tempo para estar cá fora, sem preocupações… e mais vitamina D. Não é mito: a falta de vitamina D faz-nos ficar deprimidos. Precisamos…

SPA caseiro em 4 passos

Imagem
Quem é que não precisa de relaxar quando chegarem as férias? Ou todas as semanas, quando chega o fim de semana? Mas como o dinheiro não estica para estar sempre a viajar ou a ir para um SPA, hoje vou dar-vos algumas dicas de relaxamento para se sentirem em casa como no SPA. Prontas para relaxar?



1. Tomar um chá de menta.
Chás e mezinhas antigas não fazem milagres, mas a verdade é que algumas plantas ajudam a relaxar o nosso corpo - quer seja porque relaxam os músculos, quer seja porque baixam a tensão ou têm qualquer outro efeito apaziguador. A minha sugestão é beber um chá de menta (com folhas naturais), que dá um cheiro fresco e natural à casa. Se preferirem, podem usar camomila.





2. Preparar uma máscara caseira.
Há várias máscaras caseiras que podem fazer para hidratar e limpar a pele do rosto. Para quem tem pele seca, uma das mais simples é com 2 colheres de sopa de abacate esmagado e 1 colher de chá de mel. Deitem-se no sofá e deixem a máscara fazer efeito durante algum tempo! Desc…

Acordar cedo e cedo erguer, dá saúde…

… e faz crescer. Ou, pelo menos, assim é o ditado popular. Mas há alguma fonte de verdade por trás da expressão? Será que há algum benefício em acordar cedo? Nós acreditamos que sim, e vamos explicar porquê.

Um pouco de biologia
O corpo humano tem o seu próprio ritmo definido pelo hipotálamo, o ritmo circadiano. Na maioria das pessoas, o hipotálamo encoraja o corpo a relaxar quando não há luz. Quando amanhece, é normal ter mais energia e acordar naturalmente. Claro que há pessoas em que o ritmo circadiano não está tão bem definido - ou que o alteraram graças aos seus hábitos - mas um ritmo que segue o dia e a noite é o mais habitual.
Aproveitar melhor o dia
Sejamos honestos: por melhor que seja dormir até ao meio-dia, o mundo não gira à nossa volta. Por essa altura, teremos perdido meio dia de trabalho! Levantar cedo significa que temos tempo de aproveitar todos os momentos antes ir ao trabalho - por exemplo, ir ao ginásio, correr ou arrumar coisas em casa. Tal como descreve o Gonçalo, a…

Conviver com doenças inflamatórias do intestino

Imagem
Se têm alguma doença inflamatória do intestino, ou se são próximos de alguém que sofra de uma doença deste tipo, então certamente que já terão ouvido falar do novo livro da Vera Gomes. Com o título “Conviver com as Doenças Inflamatórios do Intestino”, Ricardo Araújo Pereira assegurou durante a apresentação que poderia chamar-se “Deixa-te de Merdas” (literalmente). 


Destina-se a todos aqueles que sofrem de algum tipo de doença inflamatória - a própria autora vive com colite ulcerosa há vários anos. Quem tem doença de Crohn, outra das doenças mais comuns, também pode encontrar dicas preciosas no livro. Se já leu, então toca a ler mais no blog da Vera, as Escadinhas do Quebra Costas. Se ainda não a conhece, dê uma espreitadela e depois encomende o livro.

O objectivo, como o título diz, é conviver com a doença. Reagir ao diagnóstico, adaptar-se, aprender a viver com a nova realidade que a doença inflamatória trouxe. Igualmente importante é educar o paciente e todos os o que o rodeiam. Sa…