Mensagens

5 Mitos sobre a Perda de Gordura

Imagem
Towfiqu barbhuiya 1. A dieta é mais importante do que o exercício físico. Acha que vai perder gordura só a deixar de comer bolachas, bolos e massa folhada? Claro que não. Apesar da dieta influenciar muito o nosso bem estar, precisa de praticar exercício físico para perder a gordura que já ganhou! Se precisa de ajuda para fazer exercícios localizados, procure um serviço de personal training ou um personal trainer para a acompanhar no ginásio. 2. A água com limão emagrece. Sim, é importante manter o corpo hidratado. No entanto, a água com limão não emagrece! Não é por ser ácido que o limão “contraria” o açúcar ou a gordura! Nem faz diferença beber água com limão em jejum ou antes de ir deitar. O único benefício da água com limão é ajudar o corpo a desinchar, mas não queima gordura , não substitui uma dieta equilibrada nem a prática de exercício. 3. Os tratamentos modeladores eliminam a gordura. Hoje em dia, há imensos tratamentos modeladores, incluindo massagens com ultrassons, que p

A importância do treino funcional

Imagem
Foto de Ryan De Hamer O treino funcional foca-se em exercícios que respeitam os movimentos naturais do corpo, como empurrar, girar, saltar ou correr. Por isso, o treino funcional são optimus para desenvolver a c oordenação motora, a flexibilidade, a agilidade, o equilíbrio, a força e até a saúde cardiovascular. Entenda melhor a importância do treino funcional! Como funciona o treino funcional? Se fizer um treino funcional acompanhador por um personal trainer , vai fazer apenas exercícios focados nas suas necessidades, quer seja perder peso ou apenas fortalecer os músculos. Por outro lado, os movimentos funcionais também ajudam a desenvolver os músculos e as articulações de forma global. Inicialmente, os exercícios funcionais utilizam apenas o próprio corpo (exercícios de peso corporal). Mais tarde, o personal trainer pode decidir introduzir outros acessórios (halteres, cordas, bolas, fitas, barras, entre outros) e aparelhos para aumentar o esforço e acelerar os resultados. Contudo, a

O krav maga é difícil de aprender?

Imagem
O krav maga é uma arte marcial criada pelas Forças de Defesa Israelitas para defesa pessoal. É uma arte marcial baseada em situações do dia a dia, em que a pessoa aprende a escapar ao conflito ou a defender-se o suficiente para poder escapar. Mas, tendo em conta que é uma arte marcial, talvez receie se o krav maga é difícil de aprender. A resposta é não. Não, o krav maga não é difícil de aprender. O krav maga pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da idade, peso, altura ou género. Aliás, a prova disso mesmo é que o krav maga é ensinado a todos os cidadãos israelitas durante o serviço militar obrigatório (que é obrigatório para homens e mulheres). O krav maga foca-se em transferir peso do próprio corpo para o oponente, por isso não exige força. Mesmo que não esteja na melhor condição física, é possível usar técnicas de krav maga para defesa pessoal. Algumas técnicas mais simples podem ser postas em prática de imediato para sentir mais segurança no caminho para casa,

Caminhadas ou corridas? Qual é a mais eficaz?

Imagem
Henry Xu Tanto caminhar como correr são exercícios aeróbicos. Este tipo de exercícios aumentam a quantidade de oxigénio que o corpo consome, por isso facilitam a eliminação das toxinas armazenadas nos músculos. Fazer exercícios aeróbicos aumenta a nossa capacidade pulmonar e, ao longo do tempo, também a nossa resistência. Mas qual dos dois é mais eficaz: caminhadas ou corridas? É sempre muito difícil dizer o que é “mais eficaz”, porque isso varia consoante os seus objetivos. Por isso é que é tão importante contar com um personal trainer , que prepara um plano de treino especificamente para si, para os seus objetivos e estilo de vida. No entanto, há algumas diferenças entre as caminhadas e as corridas que podem ajudar a perceber qual é o melhor para si. Evidentemente, as corridas são um exercício com mais intensidade. Portanto, pode ser mais indicado para perder peso ou manter o peso . Além disso, ajuda a regular as hormonas e a diminuir o apetite. O exercício físico moderado ou mais

Como regular a minha alimentação? O que devo fazer?

Imagem
A maioria de nós tem preguiça de cozinhar. Depois de um dia de trabalho, a última coisa que nos apetece é tirar vegetais do frigorífico, tirar três panelas e fazer uma refeição completa. É muito mais fácil abrir uma lata de atum, comer comida pré-preparada, aquecer uma pizza ou encomendar! Mas se quer regular a sua alimentação para ter um estilo de vida mais saudável, precisa de fazer uma reeducação alimentar. Como fazer uma reeducação alimentar? A reeducação alimentar implica mudar o seu comportamento alimentar. Em primeiro lugar, precisa de falar com um nutricionista para saber quais são as escolhas mais saudáveis, mesmo que coma fora de casa ou que esteja à procura de refeições rápidas. Também deve aprender a planear as refeições e a preparar pratos que possa fazer rapidamente durante a semana. Claro que é difícil mudar a sua alimentação “de repente”, por isso vai começar por pequenos passos. Por exemplo, começar a inserir a fruta em snacks ou em refeições para começar a comer 2-3

Como ocupar saudavelmente as crianças?

Imagem
Artem Kniaz Não quer que os seus filhos estejam sempre no tablet, a jogar? Não quer crianças que não se mexem e ficam “batatas de sofá”? Veja aqui como ocupar as crianças com actividades saudáveis! Exercício físico/ desporto O exercício físico e o desporto (natação, futebol, basquetebol, artes marciais, etc) são uma excelente forma de fazer com que as crianças gastem energia. Ao mesmo tempo, previne um estilo de vida sedentário: casa-escola, escola-casa, sempre sentados na secretária, no assento do carro ou no sofá. Se quiser, até pode começar a fazer exercício em família com a ajuda de um personal training no Porto ou um personal training em Braga . Brinquedos didáticos Se o seu filho costuma ficar com uma ama ou babysitter , é importante ter brinquedos que não sejam o tablet ou os videojogos! Procure brinquedos mais didáticos, se possível em materiais naturais (como madeira). Para os mais velhos, há puzzles, scooters, carrinhos e cozinhas de madeira. Para os mais pequenos, há arcos

Ageismo: o que é?

Imagem
“Ageismo” (do inglês “ageism”) é um conceito que se refere a atitudes discriminatórias ou preconceito em relação a pessoas mais velhas. Por exemplo, uma empresa que não quer contratar pessoas com mais de 50 anos está a ser “ageísta” e preconceituosa. O mesmo acontece quando achamos que alguém “não tem idade” para fazer uma determinada coisa ou usar uma determinada roupa. Há vários motivos que podem levar a este tipo de preconceitos. No entanto, é inegável que o ageismo é um sintoma da forma como a nossa sociedade lida como o envelhecimento. Apesar de sermos uma sociedade cada vez mais envelhecida, existem muitos estereótipos com base na idade. Quando alguém deixa de trabalhar e sai da “população activa”, o risco de discriminação aumenta. A melhor forma de combater o ageismo é, portanto, compreender melhor todas as fases da vida. O envelhecimento é um processo natural e o corpo muda, com tudo o que isso acarreta: rugas, perda de audição, perda de mobilidade, etc. No entanto, isso não